Corinthians caça talentos e grana em banco de dados com 300 mil jogadores

O Corinthians fechou acordo com o site gaúcho Rede do Futebol, especializado em armazenamento de dados sobre jogadores do Brasil e também do exterior. Na prática, duas possibilidades diretas são abertas com a nova ferramenta.

A primeira delas, segundo explica o coordenador e ex-jogador Alessandro, é na captação de jogadores. Um banco de dados com números sobre o desempenho de 300 mil atletas – metade do Brasil e metade do exterior – está disponível, além de informações contratuais detalhadas sobre cada um deles.

“O departamento amador paga um valor para a utilização da ferramenta com a finalidade de ter informação de alguns atletas. É uma questão bem técnica”, explica ao UOL Esporte.

A segunda possibilidade é relacionada à parte financeira. O sistema ao qual o Corinthians está prestes a ter acesso visa potencializar os lucros do clube com o mecanismo de solidariedade da Fifa. Por meio de um método de busca especializado, o site é capaz de identificar a transferência de qualquer jogador com passagem pelo clube. Mesmo que seja por um período curto, de um mês, por exemplo.

Pioneiro na utilização do Rede do Futebol, o Grêmio descobriu recentemente, por exemplo, que tinha direito a uma pequena porcentagem da venda do são-paulino Gabriel Boschilia para o Monaco-FRA. Mais precisamente, 0,09%, o que na prática renderá aproximadamente R$ 91 mil para o clube em que esteve por apenas três meses, entre dezembro de 2011 e fevereiro de 2012.

Conforme mostrou o UOL Esporte, apenas em 2015, o Corinthians espera um lucro de mais de R$ 2 milhões com recursos do mecanismo de solidariedade da Fifa. São apenas seis jogadores mapeados: Paulinho, Everton Ribeiro, Jucilei, Jô, Rafael Sobis e Nilmar. Isso ainda sem explorar a nova ferramenta.

Reportagem de Dassler Marques Do UOL, em São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *